1 2 3 4 5 6 7

Tempo de Trânsito Colônico

A obstipação é um sintoma com um significado diferente para diferentes indivíduos. Habitualmente refere-se a dejecções pouco frequentes, mas também pode traduzir uma diminuição no volume ou peso das fezes, a necessidade de fazer força («puxar») para esvaziar incompletamente o reto, ou, ainda, a necessidade do uso de clisteres, supositórios, laxantes para manter a regularidade do trânsito intestinal.
Cerca de 80% das pessoas sofrerão de obstipação em algum momento das suas vidas, sendo normais breves períodos de «prisão de ventre». Numa base empírica, o diagnóstico de obstipação poderá ser colocado se o número de dejecções for inferior a três vezes por semana.
A finalidade deste exame é a medição do tempo que o bolo fecal demora no trânsito intestinal. O Tempo de Trânsito Colônico é medido através de marcadores radiopacos (tempo decorrido após a ingestão da cápsula com marcadores radiopacos até a sua eliminação pelas fezes) é um método simples e eficaz para auxiliar no diagnóstico de constipação intestinal. Dessa maneira é possível diferenciar distúrbios da hipomotilidade dos colons (inércia colônica) dos distúrbios da defecação (obstrução de saída - "outlet obstruction").

Como é feito o exame?

O paciente ingere uma cápsula com 24 marcadores radiopacos e realiza-se Raio-X de abdome simples :
• SIMPLIFICADO : Raio-X no quinto dia após a ingestão da cápsula
• SEGMENTAR : RAIO-X diariamente até o sétimo dia, interrompendo o exame caso ocorra eliminação total antes de completar 7 dias.