1 2 3 4 5

Vídeo Endoscopia

Endoscopia Digestiva Alta
O que é endoscopia?

A endoscopia digestiva alta é um procedimento que tem por objetivo examinar e analisar macroscopicamente a mucosa do esôfago, estômago e parte do duodeno. A endoscopia é realizada por um médico endoscopista especialmente treinado para este fim , através de um equipamento chamado endoscópio, que é um tubo flexivel contendo uma minicâmera, canal de trabalho e comandos manuais. Fig 1.

Indicações

As indicações são inúmeras, Abaixo listamos algumas  delas:
- Dor epigástrica, dor torácica não cardíaca, queimação , refluxo, tosse crônica, dificuldade para deglutir, suspeita de câncer esofágico e gástrico; controle de  gastrites , úlceras, esofagites  e  suspeita ou controle de infecção pela bactéria Helicobacter pylori) etc.

Realização do Exame

A endoscopia é um exame rápido, durando poucos minutos. Deve ser um exame indolor e tranquilo. Para isto é realizada sob sedação endovenosa, ou seja, o médico, irá injetar pela veia do paciente um sedativo, para que não seja sentida a introdução do aparelho de endoscopia. Para a realização da endoscopia, o paciente deve estar em jejum total, inclusive de água, oito horas antes da realização.


Pós Exame

O paciente pemanecerá na clínica para observação e avaliação médica até a sua liberação, que pode durar até 1h. A dieta será orientada pelo médico examinador.
Após a liberação:
-Não usar bebidas alcoólicas
-Não dirigir veículos
-Não operar máquinas
-Não assinar documentos
-Não cuidar de crianças.
Não praticar exercícios físicos.

Medicações
As medicações que estão sendo tomadas, deverão ser relatadas ao médico examinador, principalmente medicações que contenham aspirina e derivados, medicações para artrite, anticoagulantes e insulina.
Relate também alergias a medicamentos.
Complicações do Procedimento

O exame é seguro. As complicações são raras, mas como todo procedimento médico, podem ocorrer.Dentre elas podemos citar:
- Sangramento, que normalmente é mínimo e geralmente após a biópsia ou remoção de um pólipo. Outros riscos incluem irritação no local onde foi aplicada a medicação endovenosa, reação aos sedativos (apnéia e reações anafiláticas), complicações cardíacas (arritmias) ou pulmonares (aspiração). Complicações maiores como perfuração, são muito raras.